0

Após 25 anos, a escola de samba Colorado do Brás voltou a desfilar pelo Grupo Especial de São Paulo e esse retorno aconteceu nesta sexta-feira (1), às 23h15, na primeira noite de desfiles da cidade. A vermelho e branco foi vice-campeã no ano passado e garantiu uma vaga entre as grandes agremiações.

Antes da apresentação, o presidente da Liga Independente das Escolas de Samba de São Paulo, Serginho, entregou um troféu de agradecimento aos familiares do ex-locutor oficial do Carnaval de São Paulo, Sabu, que faleceu na última segunda-feira (25). Em seguida, o prefeito da cidade, Bruno Covas, que também parabenizou a atuação de Sabu e anunciou o inicio dos desfiles 2019.

Homenagem ao Sabu (Foto: Kleber Santos)

Com o enredo “Hakuna Matata, isso é viver”, a agremiação  mostrou a cultura, os costumes as lendas e também fala sobre a libertação do povo queniano. A música Jambo bwana, muito popular no Quênia e onde é falada a frase Hakuna Matata, serve como ponto de partida para a história contada pela Colorado. A musicalidade e a fé do povo africano, com referências a cultura dos orixás, também serão retratados. A entidade enfrentou chuva moderada no final de sua apresentação.

O desenvolvimento do tema é de responsabilidade de Leonardo Catta Preta, que assina sua terceira temporada na agremiação. O samba-enredo da Colorado foi escrito por Márcio Pessi, Edson Dafféh, Evandro Bocão, Pereira e Marcelo e cantado por Chitão Martins.

Comentários do Facebook

Veja imagens do desfile 2019 da Colorado do Brás

Previous article

Assista à largada do desfile 2019 da Colorado do Brás

Next article

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may also like