0

Notícia atualizada em

Em meio a um clima de incerteza causado pela pandemia do novo coronavírus, as Escolas de Samba seguem lançando seus enredos para o Carnaval de 2021.

Seguindo orientações da OMS (Organização Mundial da Saúde), as escolas têm evitado praticar atividades nas suas quadras, a menos que sejam para confecção de máscaras ou para arrecadação de alimentos.

Assim, as festas para anúncio dos temas dos próximos desfiles deram espaço para lançamentos virtuais. Algumas agremiações optaram por fazer vídeos pré-gravados, outras preferiram fazer as já famosas lives com seus departamentos.

Abaixo você confere os enredos já lançados pelas escolas de samba paulistanas:

Águia de Ouro (Grupo Especial – LIGA): “Afoxé de Oxalá – No ‘Cortejo de Babá’, Um canto de Luz em Tempos de Trevas”. Sidnei França, carnavalesco da atual campeã, afirmou que o enredo é inspirado na canção do historiador, professor, compositor e escritor Luiz Antônio Simas. Saiba mais e veja o logo aqui.

Acadêmicos do Tucuruvi (Grupo Especial – LIGA): “Carnavais….De lá pra cá o que mudou?Daqui pra lá como será?” e, de acordo com os carnavalescos Dione Leite e Fernando Dias, o projeto nasceu de uma ideia do presidente Jamil e pretende falar do passado, presente e futuro do carnaval.

Amizade da Zona Leste (Grupo de Acesso 2 – LIGA): “Dandara”. A escola ainda não divulgou a sinopse de seu enredo que vai contar a história da esposa de Zumbi dos Palmares. Dandara é tida como heroína por lutar e defender o seu quilombo.

Barroca Zona Sul (Grupo Especial – LIGA): “A evolução está na sua fé… Saravá, Seu Zé”. A agremiação fará uma homenagem a Zé Pelintra, entidade cultuada no Catimbó e na Umbanda. É tido como patrono de bares, locais de jogos e sarjetas. Saiba tudo clicando aqui.

Brinco da Marquesa (Grupo de Acesso 2 – LIGA): “Estação Japão-Liberdade. Do afro ao oriental”. A agremiação recém chegada ao Anhembi contará a história de um dos bairros mais famosos de São Paulo. Saiba tudo clicando aqui.

Camisa Verde e Branco (Grupo de Acesso 1- LIGA): “Rezadeiras: Na fé do trevo eu te benzo! Na fé do trevo eu te curo”. Em rede social a escola discorreu: “Vai enaltecer as práticas do saber ancestral, do ofício de curar através do “trevo”, maior simbologia desta comunidade, o qual é o reacender das forças místicas que transcendem a sorte, é o fio condutor e a ferramenta sagrada para o nosso ato de benzer”. 

Colorado do Brás (Grupo Especial – LIGA): “Carolina – A Cinderela Negra do Canindé”. A vermelho e branco trará ao Anhembi a história de uma das primeiras escritoras negras brasileiras, Carolina de Jesus. Leia a continuação clicando aqui.

Dragões da Real (Grupo Especial – LIGA): “O dia em que a Terra parou”. De acordo com o presidente Tomate, o desfile será inspirado na canção “O Dia em que a Terra Parou, de Raul Seixas, e trará uma mensagem positiva. Uma lição em cima de tudo isso que estamos passando. Uma grande aula que o homem está tendo para valorizar a vida. Saiba mais aqui

Em cima da Hora Paulistana (Grupo de Acesso 1 de Bairros – UESP): “Chama os bombeiros: Herois do Povo”. A escola fará uma homenagem aos bombeiros, aclamando-os como heróis. Confira a matéria e o logo aqui .

Gaviões da Fiel (Grupo Especial – LIGA):Com o título “Basta!”, a escola levará para a avenida uma crítica social sobre temas que estão em debate no cenário atual do país e do mundo. Clique aqui e leia a matéria.

Independente Tricolor (Grupo de Acesso 1- LIGA): “Brava Gente. É hora de acordar”. O carnavalesco Fábio relata que “de forma didática, poética e até lúdica vai mostrar como nossas ações se tornaram prejudiciais, mas também que ao enxergar a verdade podemos mudar”. Leia a sinopse

Leandro de Itaquera (Grupo de Acesso 1- LIGA): “No Ecoar dos Tambores o no Feitiço da Leandro – De Dahomé as Terras da Encantaria – O Cortejo da Rainha Jeje e Os Segredos de Xelegbtá”. Saiba mais detalhes clicando aqui

Mancha Verde (Grupo Especial – LIGA): “Planeta Água”. A escola publicou: “Cientes do cenário assustador pelo qual estamos passando, chamamos mais uma vez a atenção de todos para que se atentem quanto à importância da ÁGUA em nosso PLANETA, haja vista que a melhor forma de precaução contra o coronavirus é LAVAR as mãos”. Leia na íntegra e veja o logo

Mocidade Alegre (Grupo Especial – LIGA): “Quelémentina. Cadê você?”. A escola do Limão contará a história de vida da cantora brasileira de samba Clementina de Jesus. Uma artista negra que tinha um timbre de voz grave, mas com grande extensão e um repertório de músicas afro-brasileiras tradicionais. Leia mais

Mocidade Unida da Mooca (Grupo de Acesso 1 – LIGA):“Aruanda – O eterno retorno” e contará a história de Aruanda, paraíso espiritual dos umbandistas e kardecistas. Saiba mais clicando aqui.

Nenê de Vila Matilde (Grupo de Acesso 2 – LIGA): “A odisseia de Áquila…Um voo para o futuro” e de acordo com a direção da escola, o desfile fará uma relação entre o lúdico e o real, entre o mitológico e o genuíno da vida. Clique aqui e saiba mais.

Pérola Negra (Grupo de Acesso 1): “O mergulho nos rios sagrados em busca da cura, do corpo e da alma”. Saiba mais.

Rosas de Ouro (Grupo Especial – LIGA): “Sanitatem”. O poder da cura é o enredo da azul e rosa para 2021, tendo em vista o contexto atual que sensibilizou o mundo – pandemia. “Não é um enredo triste, pelo contrário, é um enredo de festa, esperança e agradecimento.” afirmou Paulo Menezes. Leia mais agora.

Tatuapé (Grupo Especial – LIGA): ““Preto Velho canta a saga do café num canto de fé”. De acordo com a entidade, o Preto Velho, que na Umbanda está associado aos ancestrais africanos, vai “contar” a saga do café. Sendo ele então o personagem principal do enredo. Leia mais e veja o logo

Tom Maior (Grupo Especial – LIGA): “O Pequeno Príncipe no Sertão”. A escola presidida por Luciana Silva levará ao sambódromo uma mescla da obra francesa ‘O pequeno príncipe’ com a literatura de cordel. A mistura completa você lê aqui.

Tradição Albertinense (Grupo de Acesso 2 – LIGA): “A passarela é de vocês. 30 anos de Anhembi. É tradição, podem aplaudir”. A escola da Vila Albertina trará para o Anhembi a própria história do lugar, fazendo uma viagem pelos grandes carnavais que o lugar recepcionou, bem como a própria história da escola, fundada em 2002.

TUP (Grupo Especial de Bairros – UESP): “Tem palhaçada? Tem sim, senhor!”. Embora a sinopse ainda não tenha sido divulgada, o circo será o tema central deste desfile da vice-campeã do Acesso de Bairros 1.

Unidos de Santa Bárbara (Grupo de Acesso 2 – LIGA): “O Sol Nascerá”. A escola fará uma homenagem ao Sol, seja pelo aspecto de adoração por algumas civilizações, seja pelo calor que fornece ao mundo e, logicamente, ao sentido figurado indicando que tudo vai melhorar.

Unidos do Peruche (Grupo de Acesso 2 – LIGA): “Água…divinas bençãos”. A escola fará uma homenagens a figuras religiosas ligadas à água e como o recurso natural é importante para a humanidade pela ótica da fé. Veja o logo aqui

Unidos de Vila Maria (Grupo Especial – LIGA):  No próximo carnaval, a Vila Maria vai apresentar o enredo “O mundo precisa de cada um de nós” a ser desenvolvido pelo carnavalesco Cristiano Bara. Clique e saiba mais.

X-9 Paulistana (Grupo de Acesso 1 – LIGA): “Arapuca Tupi – A Reconquista de Uma Terra Sem Dono”. Trata-se de um tema indígena de caráter crítico-social, baseado em uma história fictícia, que carrega traços de um universo distópico revertido a uma utopia carnavalesca. Clique aqui e saiba mais.

Comentários do Facebook

Sambistas demonstram luto por Dona Penha do Vai-Vai

Previous article

Diretoria provisória da Liga será liderada por Sidnei Carriuolo

Next article

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may also like