Home / Eliminatórias 2017 – Nenê de Vila Matilde

Eliminatórias 2017 – Nenê de Vila Matilde

No Carnaval 2017 a tradicional Nenê de Vila Matilde vai desfilar pelo Grupo Especial com o enredo “Core  Etuba – A ópera de todos os povos, terra de todas as gentes, Curitiba de todos os sonhos” e nossa equipe recebeu alguns sambas que vão concorrer no concurso de samba-enredo 2017 da escola, confira:

Samba 2 – Compositores: Carlos Bebeto, Rodrigo Costa, Carlos Eduardo, Jorge Ninha e Kayo LK. ELIMINADO

Veja a Letra

Veja a Letra

Zona Leste te amo
Eternamente eu irei te exaltar
Bate feliz meu coração azul e branco
E Curitiba venho homenagear

Coré etuba cravei
Curitim falei “ saiam já do meu lugar “
O tindiquera líder deste terra
De ipês e azaleas que inspiram o meu cantar
A minha águia sobrevoa rumo ao sul
Lendas e mitos no encontro com a gralha azul
Muitas batalhas tiveram que travar
A cobiça a portuguesa que tentou escravizar

Vem no batuque de pureza e fé
O meu reinado, minha raiz… axé
De aruanda meu amor não sai
Misturado com a crença na senhora dos pinhais

Caminhos importantes
A mão que corta o sul do país
Tropeiros e negociantes
Afastando o índio o deixando infeliz
Imigrantes que povo descente
De cada continente a miscigenação
Sorri meu povo paranaense
Poty faz da arte tua inspiração
Cidade modelo pro mundo
Um pouco de tudo aqui você
A educação pioneira
Operando sonho feliz sou Nenê


Samba 13 – Compositores: Kaska, Silas Augusto, Zé Paulo Sierra, Vitão, Juninho da Vila, Leo do Cavaco, Sandrinho e Luís Jorge. Interpretes: Fredy Vianna & Carlos Jr. CAMPEÃO

Veja a Letra

Veja a Letra

Voar….por este imenso paraíso
Que a natureza abençoou
O canto faceiro da gralha azul
Encontra a águia e vem mostrar
Entre azaleias, araucárias e ipês
A semente que plantei vai florescer
Índio dançou, bateu tambor
Pra afastar a coroa portuguesa
O bandeirante cobiça as trilhas do ouro
Cacique malandro protege o tesouro

Negro chegou, nesse lugar
Trazendo axé, lá do povo de aruanda
O negro é rei, é nó na madeira
Ajoelhou, rezou pra santa padroeira

Salve a miscigenação
Em cada sonho toma forma esse chão
Culturas cruzaram o mar
A esperança refletida no olhar
Desperta poty!
Vem ver a tua arte eternizada
A poesia coloriu nossas calçadas
Sorriso no rosto, meu povo é mais feliz
Futuro, qualidade e educação
Exemplo de modelo à nação
Águia guerreira, meu ato de amor
Curitiba e sinfonia genial
Que vai brilhar no palco do meu carnaval

La vem Nenê segura que eu quero ver
Meu samba vai levantar poeira
E o lado leste sacudindo a avenida
E a vila exaltando Curitiba


Compositores: Marcos da Cuíca, Karina Lima, Karlinhos Madureira, Gilson Raiz da Flor, Panta Presidente e Paulo César. ELIMINADO.

Veja a Letra

Veja a Letra

Linda e exuberante… lá vem a guerreira
Junto com gralha azul ela vem pra brilhar
Voa pra sempre altaneira
Curitiba vai passar
Cobiça … ganância e ambição
Não vou me render a escravidão
Vou com minha fé … distribuindo axé
Num canto de amor e devoção
Me aventurar na viamão

Vem pra comer … vem pra sambar… tem perfume no ar
Quero ver a comunidade … se apaixonar
O amor pela nenê … na voz do sambista
O matildense é o artista

A dança orgulho multicor
A arte de curar … as catedrais as eiras e beiras
O vinho o pão e o sal os ovos pintados a mão
É a miscigenação universal
Traços que o poeta riscou ô ô ô
É o berço infinito
Um teatro a céu aberto
Modelo de qualidade de vida
Floresce a mais querida … um exemplo mundial
Na ópera do sonho eu vou sorrir
Sobrevoando o Anhembi

O meu sorriso vai te alegrar
A minha Vila … vai te enlouquecer
E a bateria … faz tudo tremer
Nenê … Nenê … Nenê


Samba 8 – Compositores: Alex Ribeiro, Adilsinho, Luizinho Mendes, Chico Maneiro, Nelson Samba Lá de Casa, Alê Machado, Elias Oliveira e Sará. Intérpretes: Alex Ribeiro, Nélson Samba Lá de Casa, Sará, Luizinho Mendes e Chico Maneiro. ELIMINADO

Veja a Letra

Veja a Letra

A águia voou, eu fui com ela
Nesta viagem tão bela
E pra vocês eu vou contar
Chegando lá na terra do pinhão
A Gralha azul me abraçou
Quanta emoção
Pra mostrar Coré Etuba
Toda magia e beleza do lugar
Onde cacique cravou a lança
Em aliança aos Bandeirantes
E a história deste povo começou

Batuca negro guerreiro
Vem na pureza e na fé
Com ervas e fluídos rituais
A Vila se torna eterna raiz
Nossa Senhora da Luz dos Pinhais

Tantos povos no teu chão
Chegaram para semear
Italianos, portugueses
Alemães e tantos mais
Irmãos se acolhendo
Saúde, segurança e educação
Nessa metrópole tão bela
Nas artes inspiração
Vem sorrir no Anhembi
E prova que é modelo
A Ópera dos Sonhos
Um legado brasileiro

Sou do ninho de bamba
Sou nenê, tradição paulistana do samba
Curitiba como você nunca viu
Cidade Sorriso, orgulho do nosso Brasil


Samba 7 – Compositores: Rogério Papa, Rodrigo Lopez, Dom Mariano, Wander Timbalada, Douglas Chocolate, Beto Colorado, Leandro Calil e Japonês. Interpretes: Rogério Papa e Wander Timbalada. ELIMINADO

Veja a Letra

Veja a Letra

Chegou o quilombo, a voz da verdade
E traz Curitiba, tão bela cidade
Sou Vila Matilde até a morte
Juntos somos mais fortes!

Sou a águia guerreira
Deslumbrante, soberana pelo ar,
No horizonte, lindas araucárias a encantar,
E ao chegar, no ninho a gralha encontrei,
Com seu azul, nas asas do tempo voltei…
Lugar que a história marcou,
E o índio lutou com garra e bravura,
Cenário de rara beleza,
Do ouro reluz ambição da coroa portuguesa

Vi o batuque do negro espalhando axé,
Luz que ilumina o povo com sua fé
Em nossa senhora dos pinhais
Em nossa senhora dos pinhais

Na real estrada vi a mão dos imigrantes,
Terra que o mundo escolheu,
Em cada canto as culturas são vibrantes,
Nos meus olhos resplandece a sua arte,
A poesia de poty me comoveu,
Cidade modelo de muitas faces, então cresceu pioneira na educação,
Na opera de arame a emoção,
Pra te exaltar no palco do samba,
Vem no swing de Bateria de Bamba…


Samba 3 – Compositora: Clarissa Bruns (Clarissa Baggio de Bruns) ELIMINADO

Veja a Letra

Veja a Letra

Sacode, Nenê
A comunidade do samba
Águia no peito, vila na veia
E eu não estou pra brincadeira
Águia no peito, vila na veia
E eu não estou pra brincadeira

Vem voar, vem voar…mira essa paisagem bela
Um azul que é infinito, o meu sonho mais bonito
Entre ipês e azaléias
Negro e as velas do além-mar vêm gente de todo lugar
Índio há muito estava ali, sangue do povo que é daqui
Mistura boa do Brasil, muito calor em pleno frio
Vem Curitiba incendiar, que hoje a vila é o seu lugar

Araucária beija o céu
Onde voa a gralha azul
Vem provar muito pinhão
Incendeia a multidão

Tupinambá e jê tentaram proteger
A tribo é uma nação, é dona desse chão
E o negro trouxe mais que as pedras desse cais
Sagrados orixás, riqueza cultural
Caminho aberto pelos tropeiros
Cada povo trouxe o seu tempero e sua fé
Viva em sua bela arquitetura
Pra nossa senhora da luz dos pinhais
Salve waltel branco e sua música
Desfila poty no petit-pavé
Coré etuba de todas as artes
Arte que transborda e o mundo vê
Ópera de arame e tantos parques
Cidade onde respiro, cidade que sorri
Centelha de futuro no Anhembi vem sacudir


Samba 1 – Compositor: Mauricio Musa Gouveia (Mauricio Musa) ELIMINADO

Veja a Letra

Veja a Letra

Meu canto e feliz para o Sul vou levar Batucada de bamba ecoar
Entre araucárias e o céu anil CoréEtuba, o modelo do Brasil

Ah Nenê!
Fauna e Flora em passarela
Ave tão bela das as honras do cenário
Realces de ipês e azaleias
Grandes Batalhas foram cravadas
Contra o homem branco opressor
Indio valente ali sangrou, nunca se entregou
Sábio cacique até previu que a cobiça pelo ouro
A tribo quase se extinguiu…
Quase se extinguiu!!!

O lamento africano: Tambor
Da Europa: textura, sabor
Do oriente: acupuntura
Da zona leste: Amor

Nossa Senhora da Luz que Ilumina esse chão
Do sotaque “leite quente que dói no dente” Imigração
Musicas, poesias, teatros, educação
E no girar da baiana meu amor, espalhar pinhão
E Águia e a Gralha pousam na pedreira
Que lugar maravilhoso um grande palco
Um grande sonho
Cidade sorriso, miscigenado, transformador
A Vila é Curitiba, seu legado, o seu valor.


Samba 4 – Compositores: Jair Neves, Juliano Muniz e Rodrigo Pereira – ELIMINADO

Veja a Letra

Veja a Letra

Vou te chamar pra viver
Com a Nenê essa viagem
Sentir a emoção vibrar com o coração
Pelos encantos dessa cidade

Terra rica e tão bela,
Se faz aquarela, flora singular
Rara beleza se encontra
Suas lendas nos levam a sonhar
Entre araucárias a cobiça se avistou
E pelo ouro muito sangue derramou
Veja só águia guerreira, um canto ecoou

SaraváYorubá, negros reis escravizados
não perderam a majestade jamais
SaraváYorubá, na pureza do batuque e da fé
Salve Nossa Senhora dos Pinhais

Vem pairar comigo
Por esse caminho do viamão
O mundo inteiro se encontra aqui
Raças e devoção,terra de poesia,
Beleza e magia, de um povo que vive a sorrir
A arte esculpida no solo da gente
Como diz Poty

Grandiosa e pioneira
Referência mundial
O meu manto azul e branco
É Curitiba nesse Carnaval


Compositores: Chiquinho da Nenê, Silvino da Nenê, Dukinha da Ladeira, Sandro Simões, Junão, Gilson Café e Renato Jr. ELIMINADO

Veja a Letra

Veja a Letra

No chão de encanto e beleza
O índio demarcou o seu lugar
Na luta contra a invasão defendeu sua nação
Preservando a possa dessa terra
Nas margens do rio
A fauna e flora resplandeceu
Um brado forte ressoou enfim,”Curitin”
Batuques, lamentos, crença e fé
Raízes Africanas,
No rumo da imigração
O sonho real da civilização

Arte inspira o meu caminhar
Em cena, “ Vila” a te encantar
Luzes da ribalta vai reluzir
É show de samba no Anhembi

Referência mundial
O teu sorriso é fundamental
Orgulho desse meus país
Cidade modelo de gente feliz
Educadamente transformada
Cidadania, marca registrada
Esporte, saúde e lazer
Portas abertas pra você
Beleza de arquitetura
Uma história de amor
Cartão postal, glamorosa, internacional

Batucada de bamba, é samba pé no chão
Vai até raiar o dia
O grito da Águia anuncia
Hoje a Nenê e Curitiba.


Compositores: Claudio Russo, J. Veloso, Marquinhos BF, Ney do Cavaco, Dilson Marimba, Bô Lazarini, Samir Andrade. Interprete: Tiganá. ELIMINADO

Veja a Letra

Veja a Letra

Soberana
Águia Guerreira vai encontrar
Na terra do Pinhão
A gralha azul Coré Etuba
Lendas renasce a vida do chão
Jês e tupis em comunhão
Na luta contra o invasor
E índio escravo sem piedade
O negro sofreu a maldade
Nos navios de além-mar
Vi ecoar pela nação o sonho da libertação

Vinha gente de todo lugar, me leva
Vinha gente de todo lugar, por Viamão
Tropeiros, viajantes e mascates
O negócio é uma arte, tempo de imigração

Abençoando a nossa vila
Nossa Senhora dos Pinhais
A cerejeira que nos inspira
Floresce sonhos orientais
Artistas semeiam cultura
Revelam o olhar dessa menina
Palco de tanta beleza
Que o céu ilumina
Terra de todas as gentes
Curitiba de tantos encantos
Sou zona leste e pra você eu canto

Bate palma ai, chegou a nenê
É no Anhembi que o couro vai comer
A Ópera invadindo a cidade
Trazendo felicidade
Vila Matilde o show é você


Samba 14 – Compositores: Guilherme Cruz, Armando Polêmico, Mauricio Mattar, Ivo Meirelles, Minuetto, Rodrigo VG, Andrézinho e Arlindinho Neto. Intérprete: Clayton Reis.ELIMINADO

Veja a Letra

Veja a Letra

Vou voar na imensidão do céu
Descortinar o branco véu
No mais lindo sonho azul
Conhecer a história da estrela do sul
O índio fez morada nessa terra
Defendeu o seu verde esplendor
Coré Etuba de rara beleza
Reluziu no olhar da coroa portuguesa
Que veio de além mar
Atrás do ouro só queria explorar

O batuque ecoou, axé
O axé que veio de Aruanda, resistiu a dor
A dor que o negro suplantou
Da luz dos pinhais a fé e o amor

Gente de todo lugar
Te escolheu pra sonhar, te escolheu pra viver
Cada traço da sua paisagem
A mais bela arte, te fez crescer
Curitiba dá pra ver no meu sorriso
Você é o verdadeiro paraíso
Modelo pro mundo inteiro
Na ópera dos sonhos vou cantar
Quem ama a Nenê nunca deixa de amar

O samba de verdade, mora lá na Vila
Com todo respeito, eu quero ver segurar!
Lugar melhor não há, pra se viver
Curitiba vem nas asas da Nenê


Samba 9 – Compositores: Beto, João da Massu, Bira, Gue, Bebê, Eduardo Viana. ELIMINADO

Veja a Letra

Veja a Letra

Hoje tem festa no gueto, a noite inteira
Vem semear, amor águia guerreira
Coré pia, o samba já vai começar
O show da vila, vai até o sol raiar

O mundo se encontra aqui
Abençoado cada canto deste chão
Coré etuba, o cacique cravou
Sai daqui vai pra lá
Cobiça da coroa portuguesa
Escravizando índio resistiu
O negro a religiosidade
Força e coragem
Sem perder a sua fé

Nossa Senhora da Luz dos Pinhais
Ilumina o meu carnaval
Na batucada na pureza do meu axé
Por que sou nenê
Sou samba no pé

Cultura
Na cidade modelo
Na arte na educação
Sou Curitiba estou aqui
Radiante a desfilar no Anhembi
O mulher traz a pulenta
E chuleta botei pra assar
Tem leite quente
Que se queima os dentes
No caldeirão bota pinhão pra cozinhar


Samba 11 – Compositor: Marco Antonio. Participação especial velha guarda musical. Intérpretes: Nyno Pereira e Luciano Mathias. ELIMINADO

Veja a Letra

Veja a Letra

Oh! que maravilha a ópera tão divinal.
De todos os povos, de todas as gentes,
De todos os sonhos a decantar.
E a gralha azul convida a águia guerreira
Para mostrar seu habitat no carnaval

É coré etuba,
Do pinhão, araucária e miscigenação.
Paraiso de rara beleza
Lendas indígenas, e a cobiça pela riqueza!
A flora e a fauna, o vislumbrar.
Nos verdes campos do lugar.

Nos batuques de pureza e fé
Vozes da áfrica, lembranças.
Da sonhada e venerada aruanda
Celebrada nos terreiros de umbanda

Nossa senhora, olhe por nós.
Padroeira da luz dos pinhais, rogue por nós.

O desenvolvimento surgiu
O índio sucumbiu
Tropeiros, mercadores, viajantes
Negociadores, no vai e vem do viamão
Trazendo no progresso constante
A grande transformação
Expandindo a edificação
A chegada do imigrante contribuiu
Nos costumes, culinária e religião
No primor da arte, a arquitetura
Nos poemas de poty a expressão
Curitiba, cidade sorriso, de todas as faces
Sagrada paixão, que se reiventa, a todo o momento
Cidade modelo da educação

Rufam os tambores
Para anunciar
O show vai começar
Nenê de Vila Matilde vai desfilar


Compositores: Marquinhos de Menezes, Papacaça, Luciano Capadócia, Cesinha, Gerson Silva Japão e Samuca. ELIMINADO

Veja a Letra

Veja a Letra

Eu sou Nenê sou Raiz do samba
A Zona Leste é lugar de gente Bamba
És meu Paraíso, jóia rara do país
Em Curitiba eu me sinto mais feliz

Através do olhar da minha Águia, guerreira…
Junto a Gralha Azul uma fiel, companheira…
Voltam ao passado para revelar
Origens, Estórias e Lendas de CORÉ TUBA
Entre Azaléias e Ipês…
Tindiquera combatia o Português
Yorubá de costumes e Fé…
Mantém a crença Africana de Pé…
Nossa Senhora Protetora da Luz dos Pinhais
Abençoa a terra prometida aos ancestrais

Bate tambor no terreiro, vem de Aruanda
É voz do africano, salve a Umbanda

Traçando o caminho na mata a estrada nasceu, Viamão…
Com braços abertos acolhe o mundo
Diversidade, um olhar para o futuro
Perfume no ar, nos faz viajar…
Se quiser comprar, tem que barganhar
Lindas floradas em nosso jardim
Viajo nos poemas de Poty
Teatro Guaíra herança cultural
Somos referência mundial…
Abrem-se as cortinas, a opera vai começar
Minha Águia, te convida a sonhar


ELIMINATÓRIAS 2017

Encaminhe sua obra concorrente para nossa equipe de comunicação. Os sambas estarão em um editoria exclusiva, criada especialmente para as agremiações de São Paulo. Aceitamos áudio em formato MP3/MP4 e letra no e-mail: f.cruz2013@bol.com.br / whats: 11 98035-5822

Comments are closed.