1

Ansiedade, essa é a palavra que resume o sentimento dos componentes e diretores da Rosas de Ouro, que nesta sexta-feira (4), a partir das 21h, abre sua quadra para dar início a mais uma temporada de eliminatórias de samba-enredo.

O concurso, que neste ano recebeu 19 obras, vindas de todo o Brasil, escolherá o samba que embalará o enredo desenvolvido pelo carnavalesco André Cezari; “A arte à flor da pele. Minha história vai marcar você”.

eliminatorias rosas

“Há muitos anos não tínhamos uma safra com obras tão lindas e compositores tão inspirados. Acredito que as pessoas vão querer vir à quadra para assistir os verdadeiros shows que teremos aqui durante a execução dos sambas”, comenta a Presidente Angelina para o ACSP.

Nesta primeira etapa, nove canções se apresentam ao público e também aos jurados. Ao todo são 19 obras divididas em duas chaves: azul e rosa.

A quadra da Rosas fica na Rua Coronel Euclides Machado, 1066 – Ponte da Freguesia do Ó – Os Ingressos custas R$ 20 – Sócios não pagam!

Ouça os sambas desta semana: Chave Azul


Samba 1 – Toninho Penteado e Cia – Indisponível.


Samba 2 – Luizinho Andanças e Cia


[toggle title=’Veja a letra’ status=closed]Marcando a humanidade
Esta arte milenar
Das lascas ao traçar na pele
As lembranças refletidas no olhar
Venceu batalhas consagrou os rituais
Esfoliando a história que não se apagará jamais
Perseguida pelo “templo” quase se apagou
Singrou os mares no oriente então chegou
Na batida do tatau reaparece na europa
É nobreza de um guerreiro a tattoo é o novo termo
Que se torna imortal

Vou marcar um novo tempo e cantar
Liberdade e as lembranças retratar
E na pele vou levar a minha identidade
“Rosas de Ouro eu te amo de verdade”

Terra abençoada onde canta o sabiá
Riscando as telas da vida fez a arte despertar
Uma profusão de flores simbolizadas por um ideal
Eu vi o dragão do menino do rio
Num “calor que provoca arrepio”
Imagens da rebeldia
Na areia desenhos da esperança
Da música se fez brotar a flor
Encarcerada aos traços de saudades
Inspiração de um vencedor é a marca da vitória
Embalando minha escola tatuada e divinal
Que eterniza como tempo refloresce feito as rosas
E cicatriza o meu Carnaval

É de arrepiar a Roseira
De azul e rosa vou me tatuar
Eternizar pra vida inteira
O sentimento de sempre te amar[/toggle]


Samba 3 – Serginho Sumaré e Cia.


[toggle title=’Veja a letra’ status=closed]Minha alma esta na pele
Minha historia vai marcar você
Fui em pedra rabiscar
Fiz gravura diretriz
De amuleto cicatriz
Meus sentimentos aflorar
Em beleza dessa arte eu vim
Desde tempos antigos
Atravessei primórdios orientes
Da proibição minha devoção
Invade os templos
Redescoberta infinita

Naveguei amores “tatoografei”
Viajei com a tecnologia
Vou colorindo a avenida de alegria

O meste mostra a sua arte
Em solo fértil brasileiro
Dragão no braço
Corpo dourado pelo sol
Era proibido, proibir
Crianças sorrindo
Decalques na pele
Culturas jovens urbanas
Ganha o esporte
O rock in aplaudiu
Mostra em filme a opressão
Três Rosas de Ouro a princesa ganhou
No corpo e na mente a semente germinou

Arte a flor da pele
Que lindo sensacional
Serás eterna como o tempo
Florescerá a cada Carnaval[/toggle]


Samba 4 – Samir e Cia.


[toggle title=’Veja a letra’ status=closed]A minha história vai marcar você!
Vem ver! Vem ver! Vou mostrar meu valor!
E quem eu sou está em minha pele
Ressoou! A roseira chegou!
Busquei inspiração nas linhas dos ancestrais
Na áfrica distante e tradições tribais
Sedução, magia, força refletida no olhar
Venceu a barreira do tempo a se eternizar
Pra sempre vou levar junto de mim
Orgulho que não tem fim

Meu corpo vai revelar
Verdade dessa emoção
Razão que me faz cantar
O samba é a minha paixão
Um sentimento gravado no coração

E pelo mundo vai mostrando identidades,
Costumes, verdades
Nenhum preconceito vai parar
O artista e o dom de encantar
O homem cresceu, a cicatriz ficou
Sobreviveu, foi prova de amor
No peito eu levo uma rosa de ouro, formosa
Serás eterna como o tempo
E florescerá a cada carnaval
Na alma desse folião não tem explicação!

Quando chegar a hora
É com ela que eu vou
E vai passar agora
Minha Rosas de Ouro
Tatuagem de amor[/toggle]


Samba 11 – Dr. João e Cia.


[toggle title=’Veja a letra’ status=closed]Vou contar
Uma história marcada no tempo
Na pele eternizou cada momento
Cicatrizou um retrato de bravura
E consagrou tantas lutas e batalhas
Orgulho nas antigas civilizações
Mesmo proibida a arte resistiu
Redescoberta, evoluiu
Singrando os mares se espalhou
E o mundo inteiro conquistou

Em novos traços a inspiração
Deu o tom no picadeiro da ilusão
Em braços valentes, sinal de coragem
Um coração flexado, é saudade!

E nessa terra, “onde canta o sábia”
Consagra o mestre e seu talento singular
Da paz e amor à rebeldia
Na inocência a criança coloria
Em cada tribo uma forma de expressão
“Aprisionada floreceu” retratando a emoção
E quando invade a alma do sambista
Revela uma paixão que não tem fim
“Serás eterna como o tempo”
E hoje o povo canta assim…

Sempre sonhei…Um dia tatuar no peito
Rosas de ouro meu amor perfeito
Um sentimento que não tem explicação[/toggle]


Samba 13 – Parceria das Meninas


[toggle title=’Veja a letra’ status=closed]Tatuagem
Desde o início da humanidade
Sinais de conquistas e glórias
De antigas civilizações
Alvo de perseguições
Arte milenar de rara beleza
Se torna proibida aos olhos da igreja
Maoris, a nobreza dos seus traços
Cruza o mar, desata laços
Renasce na europa…Tattoo !!!

A energia da tinta vicia
Velocidade na evolução
No picadeiro o rosto do artista
O marinheiro espalha a paixão

Aportou no meu Brasil e se eternizou
O dragão do menino do rio
Na juventude se rebelou
É…cultura e comportamento pra registrar
A flor da pele nobres sentimentos
Rosas que eu trago no peito
A marca de um pavilhão
Em azul e rosa o meu samba
Eterno como o tempo, reflorescerá
Não tem mais jeito
Pra sempre vou te amar

De corpo, alma e coração Rosas de Ouro
Sou tatuado da cabeça aos pés
Amor que vai durar pra vida inteira
É Roseira !!![/toggle]


Samba 15 – Zé Paulo Sierra e Cia.


[toggle title=’Veja a letra’ status=closed]Eterna em minha alma é tua história
Revela traços gravados em mim
Na “pedra” eu vi a bravura esculpida
E canto para o mundo assim:
A minha pele tem a força ancestral
E a cultura ocidental
Preceitos que a fé quis impor
Por devoção me tatuou
Na velocidade da luz, a criação impulsionou
No picadeiro uma visão que arrepia
Sou bom marujo nessa onde que me leva

Vou navegar, vou retratar
Nas águas desse mar
As marcas da guerra!

Jornada que segue no tom da saudade
Em cada porto, tatuava uma paixão
Um “novo olhar” e a tribo paz e amor
Viu o dragão que o menino “desenhou”
Calor que provoca arrepio no corpo
Um festival de emoção
Marcando a juventude, pintando as estrelas
Desabrochou a “flor da expressão”
O samba é arte! É minha raiz
Será eterno como tempo é imortal
Canto meu amor pela Rosas de Ouro
Que refloresce a cada Carnaval!

Ôô…Lá vem a Roseira
Escola querida do meu coração
Aflora na pela a tua imagem
Um sentimento que não tem explicação[/toggle]


Samba 31 – Paulinho do Ó e Cia.

[toggle title=’Veja a letra’ status=closed] A chama ilumina o desejo
Do homem marcar sua história
Ecoa o som do tambor, ritos de canto e louvor
Sob a ira, dos olhos da fé
Foi preciso navegar, redescobrir o seu valor
Um novo toque a perfeição, no picadeiro a ilusão
Corações fechados, apaixonados
E onde Floresce a Roseira e canta o meu sabiá
Tem arte invadindo as ruas
Nos becos de Santos traços geniais
A dama se entrega ao malandro, a beira do cais

Celebrar a paz e o amor, aos olhos do Redentor
O sol na imensidão
O menino do Rio o mar e Dragão
No palco um grito ecoa em verso e canção

O sorriso na doce criança
Um olhar que revela o segredo
Cultura, voz e esperança, tribos, vencendo seus medos
Sonhos ,desejos de liberdade
Cobrem o vazio da dor e saudade
Virando a regra do jogo, vencendo a partida
Prova de amor entre filhos e pais
Emociona, arrepia o sambista,
Serás Eterna no meu Carnaval
Marcando mais uma conquista

Meu samba é raiz, Rosas de Ouro, eu sou
A flor da pele, defendo a minha bandeira
Canta oh nação guerreira
Paixão que o mestre eternizou
Seu manto cravado no peito, traduz esse amor[/toggle]


Samba 40 – Valdir e Cia.

[toggle title=’Veja a letra’ status=closed]Rosas…
Grava em tua pele a minha história
Laços de uma linda trajetória vai contar
Lutar com bravura pra vencer
Consagra em antigos rituais
Sem nada a temer
Desbravando civilizações
Condenada por religiões
Das mãos do navegante, renascer
À luz da energia evoluir
Pra modernidade, seduzir
E o mundo aplaudir

Bravo !!
O artista emociona em cada traço (Navega um sentimento verdadeiro)
A minha alegria eu mesmo faço (Que marca o coração de um marinheiro)No picadeiro da ilusão (Num mar azul e rosa de paixão)

Ouça o cantar, do sabiá
À beira do cais, a arte dos guetos
Ganhou um país, com paz e amor
De gente feliz dourada na cor
Desenhar emoção
Todas as formas de expressão
Mesmo entre as grades nasce a flor
Na loucura de um torcedor
La vem um sambista amor de verdade
“Riscando” a pista, com identidade
Rosas de Ouro, és o como o tempo
Eterna feito tatuagem

Vai levantar poeira
À flor da pele, a emoção
Eu levo a Roseira, pra vida inteira
Tatuada no coração
[/toggle]

Comentários do Facebook

Vila Maria: conheça a logomarca do enredo 2016

Previous article

AMANTES DO CARNAVAL DE SP EM NÚMEROS

Next article

1 Comment

  1. #SambaDasMeninas #Samba13 #AvanteRoseiraQuerida

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may also like