0

Uma final de samba-enredo à flor da pele; assim foi a última etapa do concurso que elegeu o samba de Wellington da Padaria, Marcus Boldrini, Vaguinho, Fabiano Sorriso, Márcio André Filho, Rapha SP, Guiga Oliveira e Bolt Mascarenhas como hino oficial de 2016 da Rosas de Ouro.

A festa começou por volta da meia noite e foi marcada por fortes emoções e muitas expectativas.

IMG_0020

IMG_0050


Ao início, o público pode acompanhar a tradicional abertura, com casais de mestre-sala e porta-bandeira, baianas, passistas e muitos componentes, que cantaram e dançaram ao ritmo da bateria de Mestre Rafael e ao som do time de canto.

Em seguida as quatro parcerias fizeram suas apresentações, todas compareceram com grande número de torcedores, que fizeram uma excelente performance com bexigas, bandeiras e vários recursos visuais.

Antes do anuncio oficial, a Presidente Angelina Basílio agradeceu aos compositores que participaram do concurso, fez a despedida do samba 2015 e logo depois o intérprete oficial, Darlan Alves, levou a quadra ao delírio ao anunciar o samba dez como grande campeão.

Veja o anúncio do samba campeão:

Ouça o samba campeão:

SAMBA 10 -Compositores: Wellington da Padaria, Marcus Boldrini, Vaguinho, Fabiano Sorriso, Márcio André Filho, Rapha SP, Guiga Oliveira e Bolt Mascarenhas.

[toggle title=’Veja a letra’ status=closed]Eu vou tatuar no meu coração
Pra vida inteira
És meu amor
Eterno como o tempo, Roseira

A mão marcou na pedra essa história
Nascia a primeira cicatriz
Exposta na pele como troféu
Esculpida em rituais
Orgulho na alma do guerreiro
Essa herança dos tribais
Por muito tempo, a religião proibiu
O som do tatau, no ocidente, evoluiu
Marcando novas gerações
Rebelde em seu jeito de ser
Na velocidade da luz
A muitos seduz, vem ver

Salve o marinheiro, vem arte do mar
Em chão brasileiro, canta o sabiá
Floresceu paz e amor num fino traço
Dragão tatuado no braço

Vem ser criança e brincar
No seu corpo desenhar
A fé que traz a esperança
Saudades, paixões e lembranças
Em formas radicais
Em notas musicais, vai além
Entre as grades, nasce a flor também
E a nação azul e rosa vai passar
Riscando o chão da passarela, a cantar
Minha segunda pele é meu pavilhão
Orgulho estampado com ostentação[/toggle]

Comentários do Facebook

Admire e sinta o samba 2016 da Gaviões

Previous article

Confira os pilotos das fantasias da Dragões

Next article

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may also like