0

Hoje, a partir das 21h, a quadra da Rosas de Ouro recebe os outros nove sambas concorrentes que tentarão embalar o enredo de André Cezari: “Arte à flor da pele. A minha história vai marcar você!”.

Na ocasião, as parcerias serão avaliadas pelo público e também pela comissão julgadora. Antes das apresentações, acontece a tradicional abertura, com todos os segmentos da Roseira.

A quadra da Rosas de Ouro fica na Rua Coronel Euclides Machado, 1066 – Ponte da Freguesia do Ó. Os ingressos custam R$ 20. Sócios não pagam!

Na semana passada aconteceu a primeira eliminatória, com os sambas da chave azul, e os classificados foram: Parceria de Dr. João, Parceria de Paulinho do Ó e Parceria de Vandir.

Ouça os sambas desta noite:

Compositores: Wellington da Padaria, Marcus Boldrini, Vaguinho, Fabiano Sorriso, Márcio André Filho, Rapha SP, Guiga Oliveira e Bolt Mascarenhas.

[toggle title=’Veja a letra’ status=closed]Eu vou tatuar no meu coração
Pra vida inteira
És meu amor
Eterno como o tempo, Roseira

A mão marcou na pedra essa história
Nascia a primeira cicatriz
Exposta na pele como troféu
Esculpida em rituais
Orgulho na alma do guerreiro
Essa herança dos tribais
Por muito tempo, a religião proibiu
O som do tatau, no ocidente, evoluiu
Marcando novas gerações
Rebelde em seu jeito de ser
Na velocidade da luz
A muitos seduz, vem ver

Salve o marinheiro, vem arte do mar
Em chão brasileiro, canta o sabiá
Floresceu paz e amor num fino traço
Dragão tatuado no braço

Vem ser criança e brincar
No seu corpo desenhar
A fé que traz a esperança
Saudades, paixões e lembranças
Em formas radicais
Em notas musicais, vai além
Entre as grades, nasce a flor também
E a nação azul e rosa vai passar
Riscando o chão da passarela, a cantar
Minha segunda pele é meu pavilhão
Orgulho estampado com ostentação[/toggle]


Compositores Armenio Poesia, Diego Poesia, Kadu, Leandro Oliveira, Fredy Vianna,Tuca e Xandinho Nocera- Intérprete – Fredy Vianna.


[toggle title=’Veja a letra’ status=closed]

Vou Marcar mais um momento
É o sentimento que o tempo não desfaz
Da pedra se fez o meu berço
Em antigos rituais
Viajei o mundo inteiro
Travei batalhas por terra e mar
Aprendi com o marinheiro
Como é bom recomeçar

Vou te levar a imagem da sua emoção
Mensagens que nunca se vão
Na marcação a identidade
É criação, é liberdade!

Revelo nas lonas a arte
Nos braços a valentia
Ao Brasil a diversidade
Meus traços em poesia
Quem nunca brincou ou imaginou?
Meu brilho desperta o olhar
Dei cores à flor da esperança
Eu sou azul e rosa no samba
Saudade na pele arrepia
O nosso guerreiro dizia:

Roseira eterna serás!
Em cada carnaval
O sonho reflorescerá

Roseira eterna serás!
Em cada coração
O sonho reflorescerá[/toggle]


Compositores – Eric Lisboa, Luciano Godoi, Marcelo Cardoso, Marcelo Simões, J. Chocolate, Atração, Campari, Nelsinho e Tigrão. Intérprete – Carlos Júnior


[toggle title=’Veja a letra’ status=closed]

VOU MARCAR VOCÊ, SOU ROSAS DE OURO NA ALMA OS TRAÇOS DO MEU PAVILHÃO TATUADA NO MEU PEITO ROSEIRA A MINHA PAIXÃO

À FLOR DA PELE DESDE A ANTIGUIDADE
MARQUEI CONQUISTAS, DESBRAVEI OS MARES
CONSAGRANDO RITUAIS…
EM CIVILIZAÇÕES, ILUSTREI OLHARES
ONDENADA POR RELIGIÕES
FUI BUSCAR NO SOM DA BATIDA
O MEU RENASCIMENTO…
EM OUTROS CONTINENTES
ENERGIZADA, SEGUI MINHA ESTRADA
NO MUNDO INTEIRO

O CORPO É PALCO DA EXIBIÇÃO
CAUSANDO ESPANTO… ADMIRAÇÃO
RETRATEI HISTÓRIAS, MEMÓRIAS, MOMENTOS…
AMOR E OUTROS SENTIMENTOS

E PELAS MÃOS DE UM MARINHEIRO, VIAJEI…
CAI NOS BRAÇOS DA MALANDRAGEM
FIZ ARTE NAS MOÇAS… EM BECOS, VIELAS
AO BRASIL, PEDI PASSAGEM
DANDO IDENTIDADE A GERAÇÕES
SOU ATITUDE EM FORMA DE IMAGEM
APRISIONADOS OU NÃO
TORNO LIVRE A EXPRESSÃO
DE UM IDEIA QUE FLORESCE NA IMAGINAÇÃO
ETERNIZADA EM AZUL E ROSA
POR NOSSO MESTRE EM CADA CORAÇÃO![/toggle]


Compositor: Gabriel Lima, Rogério Fogal, Bruno Grecco, Wander Pires, Leandro de Almeida, Emerson Franco e Adauto Jr


[toggle title=’Veja a letra’ status=closed]Participação especial: Wandinho Pires
É Roseira
Cravada no peito
Para a vida inteira
Uma prova de amor
Em singela homenagem
Sou tatuagem

Ao passar fuligem
Sobre a ferida se fez cicatriz
É minha raiz
Me consagrei entre os rituais
Marcando a saga dos tribais
Sempre estive nas antigas civilizações
Novos ares respirei
Mas fui perseguida
condenada pela fé e proibida
Redescoberta, agora eu sou a Tattoo
Com energia viajei de norte a sul

Arrepiou e seduziu
Te deixei espantado
Aplausos o circo chegou
Num show de horror inusitado

O vento sopra
E me leva a navegar pela Saudade
Em cada cais eu sou a arte
Gravo momentos de felicidade
Finalmente chego ao Brasil
Dos festivais e movimentos
Revelo vários sentimentos…

Nessa mistura cultural…É carnaval
Vamos desfilar com toda garra
De quem é Rosas e se orgulha de sua marca
Fazendo a festa nesta pista
Além do corpo estou na alma do sambista[/toggle]


Compositores: Samba dos Gordinhos


[toggle title=’Veja a letra’ status=closed]Repique chamou, anunciou:
O samba vai começar!
Feito tatuagem na história vai ficar
Roseira! Roseira! Meu grande amor

É hora do show! Vai resplandecer
A Rosas de Ouro em um novo amanhecer
A marca que inspira poesia
Revela-se a mesma que um dia
O homem gravou nas antigas civilizações
África a mãe da negra cor
Na pele retratou divinos rituais
Profana imagem, a fé renegou
Rompendo barreiras se modernizou
É de arrepiar! No circo, enfeitiça o olhar

Quem te ensinou a nadar?
Marinheiro comanda o navio
Trouxe a arte pro meu Brasil

Muito mais que um estilo de vida
Cultural, expressão popular
Rebeldia, paz e amor
Pra não dizer que não falei da flor
Diferente é ser normal, eternizar
Identidade que jamais se apagará e reflorescerá
Honro a rosa que trago no peito
Meu sonho perfeito
Tá no sangue, tá na alma e não tem jeito![/toggle]


Compositores: Carlos Costa, Pedrinho Sem Braço, Pablo Souza, Fabiano Garcia e Leandrinho Martins


[toggle title=’Veja a letra’ status=closed]Eterna como o tempo, reflorescerá
E a cada carnaval seu nome reinará
Trago na pele essa marca,
Meu precioso tesouro
A tatuagem é você Rosas de Ouro

É milenar a arte na pele em flor
Ô, ô, ô, ô rosas
Traço imortal em mais um carnaval

Das cicatrizes do Neandertal aos rituais da África tribal
Do oriente ao ocidente, “pagã” quase sucumbiu
Mas resistiu e na batida do tatau, tattoo surgiu
Pelas mãos do artista evoluiu
Bravo marinheiro carrega nos braços lembranças do mar
E ao chegar,
Fez florescer a arte em meio popular
Entre becos e vielas, tendo o povo como tela
Viu chover rosas onde canta o sabiá

Não escolhe raça e nem cor
Símbolo de fé e liberdade
Proteção
Em devoção a identidade

Retocada pelas mãos de um destino criador
Rebelde se fez pra lutar, em nome da paz e do amor
Criança sonhou tatuar, cresceu e o jogo virou
Flecha coração,
O nome da mãe, em nome do pai
Saudade
transformada em cores no meu peito
Pelo fim do preconceito pelo bem de um bem maior
Moderna, traz em cada risco a esperança do sagrado se aproxima
Obra Prima[/toggle]


Compositores: Marcinho do Rosas, Walter careca, Leandro Ribeiro e Roldao Ribeiro.


[toggle title=’Veja a letra’ status=closed]Viajei
Há mais de cinco mil anos atrás
No ato de marcar o corpo
No tempo dos nossos ancestrais
Esses nativos distintos eram vistos
Se pintando em rituais
Símbolo de caça, de guerra e proteção
Seguindo sua religião

O primitivo rabiscou, se descobriu
A evolução chegou, depois de mil
A Roseira enfeitou, seu coração
E então Basílio desenhou seu pavilhão

Surgiu
Entre a Igreja e a civilização
Discórdias sobre a tatuagem
Gerando a proibição
O capitão
Ao aportar na Polinésia
Ecoou na sua idéia, a batida do “tatau”
Termo “tattoo” surgiu, então se difundiu
Em engrenagens para as novas gerações
Crivando na pele a arte
Entre marujos e circenses se espalhou
Chegou ao Brasil
Virou marca de rebeldia
Luck tatua figuras da boemia
A tatuagem evoluiu
Das celas e das ruas emergiu
Pros palcos e campos mundo afora
Em azul e rosa mostra que chegou a hora
Hoje meu Rosas mostrará seus pigmentos
Quarenta e quatro será eterna como o tempo
Seu canto será sem igual
E reflorescerá a cada Carnaval

Tatuei uma rosa em meu peito
Não tem jeito eu sou feliz
Na evolução da expressão, “a liberdade”
Eu serei um eterno aprendiz[/toggle]


Compositores: Cleber Eduardo, Wilson Passarinho e Leonardo Pezenatto


[toggle title=’Veja a letra’ status=closed]Eu naveguei e despertei na luz, no som e na cor
Caminhei, no tempo que o tempo gerou
Em minha pele mensagens multicor
Batam palmas criação e criador
De porto em porto esta cultura viajou
De marginal a ilegal é paz e amor

Cabelo cacheados na areia, corpos bronzeados pelo sol, se torna então modismo no Brasil, ta ai o nosso menino do Rio, cabelos cacheados na areia, corpos bronzeados pelo sol, se torna então modismo no Brasil, tá ai o nosso menino do Rio

Proibida por tanto sofrimento e dor, nas culturas tribais, protestos, Hip-Hop e Rock’n Roll, hoje o grafiteiro vem deixar a sua marca
E o desportista faz a rede balançar
A arte marcou a criança nesta festa popular
Eduardo Basílio em seu esplendor
Inspira a arte no Tatuador

Sou Rosas de Ouro de Raiz e Tradição
O Samba que invade a Cidade virou tatuagem no Meu Coração…[/toggle]


Compositores: Marcelo Guimarães e cia


[toggle title=’Veja a letra’ status=closed]Eu sou a sedução da humanidade
Expressão de liberdade
A obra prima milenar
De lascas de pedras
Em cicatrizes me tornei real
Na flor da pele a arte viva
Da minha história é imortal
O tempo passou… E na mãe África dos ancestrais
No corpo e alma em vários rituais
Simbolizei a valentia
Força e proteção, amor ,orgulho e devoção
E ponto a ponto, estilo e cor, eternizei o meu valor

Preconceito ! Que maldade !
A intolerância eu enfrentei
A minha moda não tem idade
Te ver feliz é minha lei

Do oriente ao ocidente eu encantei
Nomes, amores, mensagens, lindas imagens registrei
Na tela do corpo o meu visual
Prazer e desejo num sonho real
Flashes na mente do artista
Refletem o meu Carnaval
Aos mestres a nossa homenagem
Minha Roseira virou tatuagem
De azul e rosa na passarela
Trago no peito o nome dela

Vou tatuar teu coração
De Rosas de Ouro, de alegria
Na arte da pele paixão e vaidade
Em traços de felicidade[/toggle]

Comentários do Facebook

Ouça alguns sambas concorrentes da Gaviões da Fiel

Previous article

Samba 8 vence e quebra a sequência de parceria tetracampeã

Next article

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may also like