0

A primeira noite de Desfiles das Escolas de Samba de São Paulo apresentou espetáculos ao público, que praticamente lotou as arquibancadas do Sambódromo do Anhembi.

A Pérola Negra foi a primeira a se apresentar, trazendo uma história da dança, mesclada à história do boêmio bairro da Vila Madalena. O desfile atrasou por conta de problemas na rede elétrica nas imediações do sambódromo. Confira a matéria da joia rara do samba, clicando aqui.

Na sequência, foi a vez da Vila Maria trazer ao sambódromo a linda história de Ilhabela, no litoral paulista. A escola trouxe animação aos sambistas que resistiram à chuva que atingiu o sambódromo antes dos desfiles. A matéria completa da Vila Maria você encontra aqui.

A agremiação da Pompeia trouxe um enredo reverenciando as mulheres da história, e pedindo perdão à Maria, mãe de Jesus, padroeira do Brasil. As alegorias estavam com acabamento superior, e a escola surpreendeu ao trazer uma grande imagem de Nossa Senhora Aparecida em uma de suas alegorias. Quer saber mais? Clique aqui.

Já a Azul e Rosa foi a quarta escola a pisar na avenida na primeira noite de desfiles. A escola trouxe alegorias grandes, embora com acabamento não tão primoroso quanto nos últimos anos. A escola trouxe fantasias com qualidade e com fácil leitura, e o carro de som foi, certamente, o destaque da noite. Confira nossa matéria.

A Vila Matilde cantou e encantou a todos, com a homenagem aos 30 anos de carreira de Claudia Raia. A atriz, radiante, sambava, cantava e acenava ao público, que ovacionava a cantora, bailarina e atriz. As alegorias estavam de fácil compreensão, e incluíram “Cabaret – O Musical”, peça que Raia interpreta com muito sucesso. Confira!

A alvinegra do Bom Retiro trouxe a força de sua torcida, até mesmo em seu samba. A escola surpreendeu a todos com a beleza de seus carros e fantasias. A comissão de frente, vencedora do Estandarte de Ouro em 2015, foi ousada ao mostrar a luta e o equilíbrio entre o bem e o mal. Confira como foi.

A Beija-Flor de Nilópolis foi a grande homenageada da noite e, para agradecer a homenagem, enviou seu primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, para compor a comissão de frente da Tatuapé. Presente estava também a Piná, sambista que encantou o Príncipe Charles. A escola exaltou os títulos da nilopolitana, e trouxe a imagem do protetor das duas agremiações: São Jorge. Confira nosso resumo.

E continuamos com a cobertura, da segunda noite dos Desfiles das Escolas de Samba. É o grand-finale do grupo Especial. E, no domingo, teremos uma cobertura extensa sobre as 9 escolas do Grupo de Acesso. Continue conosco!

Comentários do Facebook

Inspirada na Beija-Flor, Tatuapé encerra a primeira noite dos desfiles

Previous article

De volta ao Grupo Especial, Peruche canta os 100 anos do samba

Next article

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may also like