0

Os compositores Saulo Mesquita, Turko, Maradona, Fabio X9, Thiago Japa, Rafa do Cavaco, Mixaria, Carlos Alberto, Dom Henrique, Mp08, Nicóla X9 venceram o concurso de samba-enredo da escola de samba X-9 Paulistana e a obra vai cantar o enredo 2017 da agremiação: “Vim, Vi e venci! A Saga Artística de um Semideus”, pelo Grupo de acesso. Três composições chegaram até a fase final, que aconteceu neste sábado (17) na sede social da tricolor.

Equipe campeã:

img_8263

Ouça o samba 2017 da X-9 Paulistana:

[toggle title=”Veja a Letra” state=”close”] “Vim vi venci”
Tá no sangue a essência de lutar.
Rasgando o céu surgiu.
Um semideus, na luz de zeus.
O mensageiro na Itália despontou, atravessou o mar.
Povo abençoado, onde o profano se une ao sagrado.
Desperta o dom divino a transformar.

Sua obra… se faz imortal.
Hoje brilha… no meu carnaval.
Brasilidade… nossa raça te encantou!
Axé… salve são Salvador.

Visionário aclamado.
Rompeu fronteiras, com seu talento.
Em busca da paz, cumpriu a missão.
Se deixou levar, por uma paixão.
No sopro divinal, se torna um ser natural.
O meu Brasil te consagrou, e Jundiaí, te abraçou.
Foi tão brilhante pra quem viu. o mundo aplaudiu.
Na tela está a imaginação. “será que é real ou ilusão”.
“Basta acreditar, querer e sonhar”, que tudo volta ao seu lugar!

É amor demais, não dá pra conter.
Em qualquer lugar estarei com você
Eu sou x9 minha arte é emoção
“Inos Corradin” a inspiração[/toggle]

A grande final reuniu um agradável número de espectadores e também membros e torcedores das três últimas equipes que concorriam pela competição. Antes das apresentações, a entidade trouxe ao centro da quadra todos os departamentos responsáveis pela tradicional abertura: casais de mestre-sala e porta-bandeira, ala de passistas, baianas e comissão e frente, que dançaram e cantaram ao som da bateria Pulsação Nota Mil, dos mestres Kito e Fabio Américo.

img_8222

O momento nostalgia ficou por conta intérprete recém-chegado, Darlan Alves. O artista resgatou importantes sambas que marcam a história da X-9, como por exemplo os desfiles que trouxeram os dois campeonatos pelo Grupo Especial, nos anos 1997 e 2000.

img_8234

Logo depois o presidente André recebeu das mãos do grande homenageado, Inos Corradin, um troféu, em forma de obra de arte, feito especialmente para a equipe vencedora do concurso. Inos fez agradecimentos e desejou boa sorte aos competidores.

img_8254

Por volta das 22h40 o apresentador do evento convidou os compositores Vaguinho, Rapha SP, Marcos Boldrini, Salgado Luz, Fábio Blanco, Paulinho Joamar e Maria Clara Mariano, autores do samba número cinco, para mostrarem, pela última vez, sua performance e tentar assim conquistar a atenção dos jurados e componentes da verde, vermelho e branco. A equipe utilizou adereços que deram mais brilho ao desenvolvimento do ato, com bandeiras, bexigas e papel picado, nas cores da xis.

img_8261

Na sequência, foi a vez do time número dois, escrito por Saulo Mesquita, Turko, Maradona, Fabio X9, Thiago Japa, Rafa do Cavaco, Mixaria, Carlos Alberto, Dom Henrique, Mp08, Nicóla X9 assumir o microfone. Respeitando o protocolo estabelecido pela diretoria, os grupos tiveram direito a duas passagens na marcação, vinte minutos com bateria, outra passagem com canto da torcida e mais uma com a Pulsação Nota Mil.

A última equipe foi a dos compositores Fabinho NT, Vitor, Pedro e Digo Sá, o grupo compareceu com muitos torcedores e ousaram na criatividade ao trazer um telão que reproduziu fotos de membros e baluartes da X-9 Paulistana.

img_8272

Já se passava da uma da manhã de domingo (18) quando o presidente agradeceu os compositores e passou o microfone ao cantor da casa para anunciar o hino 2017.

Comentários do Facebook

Conheça a novidade da Unidos do Peruche

Previous article

Galeria de fotos: fantasias da Dragões da Real

Next article

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may also like

More in É campeão!