0

Por Felipe Cruz e Tiago Bombonatti
Com a colaboração de Guilherme Queiroz e Thiago Carvalho

Foi com muita fé que a Acadêmicos do Tucuruvi realizou na noite desta sábado (8) seu desfile pelo Grupo Especial de São Paulo. A Agremiação da zona norte fez bonito e apresentou o enredo do carnavalesco Wagner Santos “Celebrando a religiosidade! Tucuruvi canta as festas de Fé”.

O tema viaja por várias cidades e Estados aonde acontecem as mais diversas festas religiosas, que envolvem milhares de fieis.

IMG_6420

O começo do desfile foi agitado pelo esquenta feito pelo intérprete Alex Soares, que após exaltar o hino, animou os componentes com samba 2016 dos autores Arlindo Neto, Bruno Govetri, Carlos Jr, Igor Soró, João Batucada, Leandro Augusto, Marcelo Pires e Tim Peixoto.

 VÍDEO COM A LARGADA DA TUCURUVI

Os membros da comissão de frente, coreografada por Cheila Fusco, vieram representando índios e jesuítas. Já o carro abre-alas veio com enormes índios e mostrou as tradições religiosas realizadas pelos primeiros habitantes do nosso país. O primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, Renatinho e Fabíola Trindade, dançaram lindamente, com as fantasias em tons de laranja, verde e preto. A maquiagem do casal também remetia aos índios.

IMG_6389

A alegoria de número 2 trazia uma grande escultura de Yemanjá em tom predominantemente azul, que era complementado com algumas baianas vestidas de branco que vinham logo abaixo.

IMG_9535

O terceiro carro alegórico trouxe a grande Basílica de Nossa Senhora Aparecida, demonstrando a grande festa de fé que acontece anualmente, com procissões e romarias até o local. O mestre de bateria Guma, não mediu esforços e realizou diversas paradinhas com sua bateria pela avenida. Todas as fantasias estavam caprichadas e com muito bom gosto. A quarta alegoria veio rica em detalhes ao representar as festas juninas que acontecem em todo o Brasil. À frente do carro vinha uma banda de forró, tocando triângulo, zabumba e sanfona.

IMG_9580

Todos os componentes cantaram o samba por toda avenida, porém, com algumas variações de tonalidade. A Tucuruvi fechou o portão sem falhas aparentes no quesito evolução. Nossa equipe falou com Serginho, Diretor da Harmonia, para saber desse desfile da escola, ouça:

 

 

Comentários do Facebook

Império tenta desvendar mistérios em seu desfile

Previous article

Mocidade exalta ancestral para contar a história do samba

Next article

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may also like