ATUALIZADO EM: 10 de Janeiro de 2018 14:03

Presidentes das escolas de samba dos Grupos 2,3,4 e Blocos especiais pertinentes à União das escolas de Samba Paulistanas, a Uesp, estão neste momento na São Paulo Turismo para reivindicar o contrato de infraestrutura que foi retirado em dezembro de 2017, sem explicação.

De acordo com diretores da Uesp, cerca de 200 pessoas estão no local e por volta das 14h15 o grupo foi recepcionado por membros da SPTuris. O corte inviabiliza a realização dos desfiles oficiais nos bairros, programados para os dias 10, 11 e 12/2 e que envolvem 64 agremiações.

O presidente da Upes, o Nenê, gravou um vídeo falando sobre o encontro:

Mudanças nos desfiles da Uesp para 2018

As doze escolas de samba que pertenciam ao tradicional Grupo 1 da Uesp agora fazem parte de um novo grupo criado pela Liga Independente das Escolas de Samba de São Paulo, o ‘Grupo de Acesso 2’. A informação foi divulgada no dia 08 de novembro em um comunicado oficial da própria Liga. De acordo com o texto, a partir de 2018 a entidade regulamentará todos os desfiles de carnaval que acontecem no Sambódromo do Anhembi, sendo eles, Especial, Acesso e  Acesso 2.

Comentários Facebook

COMENTE

Deixe sua mensagem
Por favor insira seu nome