ATUALIZADO EM: 28 de Maio de 2017 20:24

Na noite deste domingo (26) as escolas de samba do Grupo de Acesso realizaram seus desfiles oficiais. Oito agremiações passaram pelo sambódromo. Na ocasião, o público pode ver três reedições, história sobre símbolos e também a cultura nordestina. No Acesso, cada agremiação tem até 60 minutos para concluir sua apresentação e pode levar até quatro carros alegóricos.

Abrindo o evento, a Estrela do Terceiro Milênio levou para a avenida os mistérios dos símbolos. A entidade, que venceu o Grupo 1 da Uesp em 2016, trouxe mandalas, números e vários elementos que mexem com a cabeça do ser humano. Acompanhe as informações do desfile clicando AQUI.

Na sequência, foi a vez da tradicional Leandro de Itaquera mostrar novamente um dos temas mais famosos de sua história, o enredo “Babalotim”, que conta a história do afoxés. O tema foi apresentado pela primeira vez em 1989 e voltou ao sambódromo neste ano. A vermelho e branco animou o público com seu samba, mas enfrentou problemas no quesito evolução. Veja como foi acessando AQUI.

A Camisa Verde e Branco pisou forte na avenida ao reviver a história da Revolta da Chibata. O enredo, que também é uma reedição, conquistou aplausos dos espectadores e foi marcado pela forte encenação da comissão de frente. Os detalhes do desfile você confere AQUI.

As farsas e as mentiras foram contadas no desfile da Independente Tricolor. A agremiação fez uma apresentação luxuosa, com carros grandes e muita animação dos componentes. Acesse AQUI e veja como foi.

A tradicional X-9 Paulistana prestou uma homenagem ao artista plástico Inos Corradin. A verde, vermelho e branco narrou a vida e obra de Corradin. Todos os detalhes sobre a passagem da Xis você vê AQUI.

Logo depois a Imperador do Ipiranga reapresentou seu tema de 2004, que conta a história do bairro Ipiranga. O samba- enredo animou o público e a bateria ajoelhou na avenida. Fique por dentro acessando AQUI.

O clima nordestino tomou conta da passarela quando a Colorado do Brás  passou. A agremiação veio com alegorias grandiosas e caprichou no figurino de seus componentes. Acesse as informações AQUI.

A última escola a pisar na passarela foi a Pérola Negra. Rebaixada em 2016 no Grupo Especial, a agremiação da Vila Madalena apostou nas massas para tentar seu retorno à elite. Acompanhe os detalhes AQUI.

 

Comentários Facebook

COMENTE

Deixe sua mensagem
Por favor insira seu nome