0

Por Felipe Cruz e Tiago Bombonatti
Com a colaboração de Guilherme Queiroz e Thiago Carvalho.

A última escola de samba a se apresentar na segunda noite dos desfiles oficiais foi a X-9 Paulistana, agremiação da zona norte que foi buscar no Belém do Pará os segredos de um alimento que dá disposição em qualquer sambista, o Açaí.

O enredo da X-9 “Açaí Guardiã! Do Amor de Iaçá ao Esplendor do Belém do Pará”, foi desenvolvido pelo Carnavalesco André Machado e pega como fio condutor a lenda de uma índia de Belém do Pará para falar da história do Açaí.

IMG_0088

No início, o presidente André fez um discurso agradecendo a comunidade e dizendo que aquela era a hora de todos mostrarem o que foi feito durante todo o ano. Em seguida os cantores da escola, liderado pelo intérprete Royce do Cavaco, cantaram o samba dos autores Accyoly Filho, Saulo Mesquita, Turko, Maradona, Fabio X9, Thiago Japa, Rafa do Cavaco, Mixaria, Carlos Alberto, Dom Henrique e MP08.

 VÍDEO COM O DESFILE OFICIAL DA VILA MARIA

Coreografada por Yaskara Manzini, a comissão de frente apresentou um elemento alegórico que apresentou problemas nos primeiros metros da avenida. Os membros estavam vestidos de índios e apresentaram uma coreografia bem sincronizada.

IMG_0002

O carro abre-alas, “A lenda o açaí, o esplendor da amazônia” trouxe uma floresta com índios a algumas representações humanas da flora de Belém do Pará. O primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, Ruhanan e Ana Paula, estavam muito bem vestidos. O vermelho e verde esteve presente em quase todo o primeiro setor. A bateria de mestre Vitor recebeu aplausos do público em quase todas as arquibancadas.

IMG_0067

O segundo setor destacou outra alegoria; “Chegada dos Portugueses”. As alas mostraram uniformidade, todo os componestes cantaram o samba com durante todo o desfile, porém, em alguns momentos ouvia-se apenas os refrões da canção. As fantasias estavam  bem acabadas e formaram uma cromática de cores compatível com o contexto de cada setor.

O terceiro e o quarto carro, “Ver o peso”, passou com um grande barco com representações de turistas que visitam Belém do Pará.

O desfile foi encerrado com com o carro que lembrou Círio de Nazaré. A escola teve que acelerar o passo ao final do desfile, comprometendo seu desempenho no quesito evolução.

Nossa equipe conversou com o Presidente da X-9, André Santos, e apurou o desempenho da escola na avenida, ouça:

Comentários do Facebook

Dragões aposta em surpresas para tentar o título

Previous article

Barroca abre os desfiles do Grupo de Acesso

Next article

Comments

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may also like